Seduc prepara avaliação do rendimento escolar do RS

Publicado em:

Professores e outros profissionais ligados à Educação participam, nesta quinta-feira (1º), no auditório do Centro Administrativo Fernando Ferrari (Caff), de capacitação para a aplicação do Sistema de Avaliação do Rendimento Escolar do Rio Grande do Sul (Saers), que mostrará um perfil do ensino gaúcho nas escolas estaduais.

Coordenadores de polos, esses 138 participantes vão divulgar, junto às suas equipes, as diretrizes para as provas a serem realizadas entre os dias 19 e 23 de novembro. Os dados oficiais serão apresentados em janeiro pela Secretaria de Estado da Educação (Seduc), organizadora da avaliação.

“Com o Saers, cada escola poderá conferir a proficiência por aluno e, assim, criar as mais adequadas propostas de intervenção e políticas públicas que venham ao encontro das necessidades de cada um”, avalia a responsável pelas avaliações em larga escala da Seduc, Salete Albuquerque.
O Saers avaliará o desempenho dos alunos do 3º e 6º anos do Ensino Fundamental e 1º ano do Ensino Médio em Matemática e Língua Portuguesa. Serão também aplicados aos professores, diretores de escolas e alunos (exceto do 3º ano do Fundamental) questionários socioeconômicos, os quais servirão para identificar fatores externos e internos que influenciam na aprendizagem.
Participarão da avaliação quase 240 mil alunos, e o sistema envolverá ainda cerca de 1,3 mil profissionais para sua aplicação. Toda as 2.539 escolas da rede estadual estarão envolvidas. Cada aluno terá de responder cerca de 80 itens, e o prazo para completar a prova é de 150 minutos.
“Retomamos essa importante ferramenta no ano passado, pois ela é a melhor maneira de avaliarmos como está o ensino gaúcho. Nosso desafio é que, cada vez mais, possamos obter os resultados mais cedo, afim de tomar, o quanto antes, medidas para a melhoria do ensino gaúcho”, afirmou o secretário da Educação, Ronald Krummenauer, durante a abertura da capacitação.
De acordo com Salete, foram escolhidos os dois anos do Fundamental e o do Médio porque “são etapas decisivas no percurso escolar, de forma a permitir a intervenção pedagógica para correção dos problemas detectados pelo processo de avaliação”. O Saers ocorre a cada dois anos.
Texto: Renato Gava/Ascom Seduc
Edição: Léa Aragón/ Seduc

Escrito por: Clicnews

Compartilhe: