Governo brasileiro estende o Auxílio Emergencial

Foto: Rafael Carvalho/Min. Cidadania

Publicado em: 1 de julho de 2020

Por ordem do presidente Jair Bolsonaro, o Governo Federal vai prorrogar o Auxílio Emergencial por mais dois meses. A ação está dentro da determinação do presidente de que “ninguém fica para trás”.

decreto, assinado pelo presidente Bolsonaro em cerimônia nesta tarde (30) no Palácio do Planalto, estabelece que serão pagos R$ 600 no mês de julho e R$ 600 em agosto. O benefício foi criado para ajudar no enfrentamento ao novo coronavírus, entre outras várias ações do Governo Federal.

Para o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, ao estender o auxílio, o Governo Federal reafirma seu compromisso com os mais vulneráveis. “O presidente está garantindo a continuidade de um programa que foi essa grande rede de proteção e permitiu, junto com o BEM, que é o benefício emergencial para aqueles que têm contrato de trabalho, que nós preservássemos mais de 10 milhões de empregos formais e, ao mesmo tempo, estendêssemos essa rede de proteção a 65 milhões de brasileiros”.

Onyx enfatizou o esforço do Governo Federal para identificar os chamados “invisíveis”. “Foram 25 milhões de brasileiros que jamais estiveram em qualquer cadastro de qualquer governo em qualquer época. Nenhum brasileiro e brasileira fica para trás quando o presidente da nação é Bolsonaro”.

O presidente Jair Bolsonaro afirmou que o Auxílio Emergencial não foi criado apenas para deixar a economia funcionando, mas também para dar sustento aos mais vulneráveis. “Nós sabemos que R$ 600 é muito pouco, mas para quem não tem nada isso é muito. Esse trabalho, essa maneira de buscar recursos no momento em que a Pátria precisava para atender os mais necessitados, é o que faz com que nós nos orgulhemos de poder ajudar”. E finalizou: “Agradeço a todos que participaram deste que é o maior projeto social do mundo, com toda a certeza. Nenhuma nação dispendeu tanto esforço pra atender os mais necessitados que o nosso querido Brasil”.

Números do Auxílio

Até o final do mês de junho, o Auxílio Emergencial já havia alcançado o número de 65 milhões de pessoas beneficiadas. Criado no início de abril deste ano, em pouco tempo, o Auxílio tornou-se uma das maiores operações de transferência de renda direta do planeta.

Já foram transferidos mais de R$ 100 bilhões. A estimativa é que, com as novas parcelas, o valor total repassado diretamente à população seja de mais de R$ 200 bilhões.

Escrito por: Ministério da Cidadania

-->

Compartilhe: